1001 Classificados

CÂMARA BARRA CRIAÇÃO DE CPP COMISSÃO PARLAMENTAR PROCESSANTE QUE IRIA JULGAR ATO ILÍCITO DO GOVERNO ANOTÔNIO DE FRANÇA


Por 7 votos a 5, os vereadores da câmara municipal de Pedreiras barraram a criação de uma CPP Comissão Parlamentar Processante que ira processar ato ilícito do governo Antônio França. Votaram a favor da comissão, os vereadores Adonias da Silva (Adonias Quineiro), Conceição de Maria (Ceiça), Elcimar Silva (Elcinho), Francisco Sérgio( Sérgio Profiro) e Róbson Rios. Votaram contra os vereadores Aristóteles Sampaio (Totinha), Filemon Neto, José dos Santos (Zezinho do Amor), José Ribeiro (Zé Renato), José Josias (Jotinha) José Wilson (Fifa) e Gard Furtado. A sessão foi aberta pelo Presidente Bruno Curvina que não vota , só tem direito a voto em caso de empate, segundo o regimento interno da casa. No inicio da referida sessão, foi lida a denúncia que pesa contra o prefeito da cidade que é um contrato de locação feito com uma creche que funcionava na Avenida Marly Boueres Bairro Mutirão. A creche Reino Infantil foi transferida para a Escola Palmeirinha cujo prédio pertence ao Estado, mas mesmo assim o aluguel continuou sendo pago pelo município, sem a creche funcionar no endereço citado. O contrato vigorou de janeiro a novembro de 2018 onde foram pagas as prestações por 11 meses no valor de 4.363,00 mensais, um montante de 47.993,00 durante esse período. Na votação que iria aprovar ou não a CPP, cada parlamentar ocupou a tribuna e fez o uso da palavra para justificar seu voto, a favor ou contra. 
A sessão recebeu um bom público, mas a maioria era servidor do município de Pedreiras. Os vereadores que votaram a favor da CPP, viram que a presença dos mesmos na galeria da casa, seria uma intimidação a eles. Mas tudo isso não para por ai. Na próxima sessão da outra sexta feira, a mesma denúncia irá ao plenário da casa e os vereadores irão decidir se aprovam ou não, dessa vez uma CPI Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar tudo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário