1001 Classificados

SAÕ LUIS GONZAGA: MEMBRO DO PGPM SE MANIFESTA SOBRE ACUSAÇÕES


Dona Ester que trabalha com o PGPM - Política de Garantia de Preço Mínimo, que é um programa da área extrativista de São Luís Gonzaga, disse que os recursos do mesmo no município estão atrasados, por falhas na documentação das próprias associadas. Ela disse que todas as informações vem sendo repassadas as associadas do município. "A gente trabalha com o programa desde 2013 e elas vem recebendo desde então. Em junho de 2017 houve atraso nos pagamentos de algumas extrativistas por problemas de divergência nas documentações pessoais. Nesse mesmo mês de junho de 2017, enviamos documentação de 315 extrativistas e em setembro mais 156 cadastros, nisso, foram remuneradas 416 companheiras, ocorrendo divergências em documentação pessoal de 156. Estamos entrando em contatos com as mesmas para informar as divergências e com isso regularizarmos a documentação das mesmas”, disse dona Ester.
Ela acrescentou que ainda existem mais 157 novos cadastros de extrativistas no programa e que estarão sendo enviados ao governo federal juntamente com os documentos pendentes para que sejam efetuados os pagamentos. Dona Ester que é também da Secretaria da Mulher de São Luís Gonzaga, se manifestou no Blog e se manifestará nessa segunda-feira, dia 12 de março, no Programa Tribuna 101 da Rádio FM Cidade, porque foi acusada de não prestar informação as pessoas cadastradas PGPM.


Nenhum comentário:

Postar um comentário